TUBARÕES EM RISCO

No dia 11 de Setembro, reuniram-se em Lisboa vários especialistas internacionais com o objectivo de construir um plano de conservação comunitário. Portugal possui a segunda maior frota de navios de pesca de palangre de superfície. Todos os anos milhares de tubarões são capturados, principalmente tintureiras, anequins e tubarões raposa, que alimentam o mercado mundial de barbatanas. O tesoureiro da APECE, João Correia, foi um dos participantes na conferência e salientou que muitas destas espécies evidenciam sinais de sobreexploração.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s